A VERITAS utiliza sua plataforma tecnológica robusta e única, denominada integrated-Proteomics Research System (i-PRS). Esta plataforma é composta de tecnologia proteômica de última geração, todas integradas de maneira única em protocolos proprietários que permitem o rápido descobrimento de novas composições de matéria biológicas com alto potencial biotecnológico e de sucesso comercial. Nossa comprovada competência científica e estratégia de negócios nos garante um claro caminho para avançar no descobrimento, validação e comercialização dos produtos de nossa pipeline de P&D, reduzindo muito seu tempo de desenvolvimento e aumentando as chances de sucesso clínico.

 

Os produtos da VERITAS se encaixam perfeitamente dentro da tendência atual da globalização das atividades de P&D em biotecnologia que vai além do simples modelo passado de “outsourcing” de serviços de baixo valor agregado para CROs (“Contract Research Organizations”) em países menos desenvolvidos em favor de um modelo mais colaborativo e de verdadeiras alianças para a pesquisa.

 

Proteômica Diferencial e Sinalização Celular:

Alterações na expressão de proteínas e o controle pós traducional são mecanismos regulatórios comuns em todas as células vivas. Modificações pós-traducional (PTM) por exemplo, tem papel importante em diversos processos biológicos, incluindo regulação de interações entre parasitas-hospedeiro, oncogênese e progressão tumoral, bem como regulação de respostas ao estresse em plantas. A caracterização global e quantitativa da expressão protéica e os padrões de modificação pós traducionais em múltiplos estágios de  um tecido ou organismo (ex. Estado patogênico VS. Não-patogêncico; basal VS. Estresse), é uma etapa fundamental para o entendimento da complexidade e interconectividade das redes regulatórias biológicas.

 

Proteômica Clínica:

A aplicação de plataformas proteômicas robustas e quantitativas para analisar amostras clínicas, combinada com procedimentos laboratoriais rigorosos e padronizados a fim de eliminar variações analíticas, promete acelerar o descobrimento de novos alvos e mecanismos para desenvolvimento de terapias e diagnósticos.

 

Remédios Biotecnológicos:

Os remédios biotecnológicos são considerados o futuro da indústria farmacêutica. Há quase 1000 medicamentos biológicos e vacinas em desenvolvimento. Os remédios químicos continuarão a existir, mas o mercado dos biotecnológicos será maior, conforme avançamos em direção a medicina personalizada. Isso claramente envolve a aplicação de tecnologias pós genômicas para descobrir as diferentes características entre populações de pacientes para que estes possam realmente se beneficiar de terapias personalizadas. Essa nova era dos medicamentos envolverá a ideia de fornecer o tratamento correto para o paciente certo no momento certo.

 

Links de referência:

http://www.signaling-gateway.org/

http://pubs.acs.org/journals/jprobs/index.html

www3.interscience.wiley.com/journal/112770559/home

http://proteomics.cancer.gov/proteomics_basics/backgrounder.asp

Irish, J.M. et al. Mapping normal and cancer cell signalling: towards single-cell proteomics. Nature Reviews Cancer (2006) 6:146-155

Faça, V.M. et al. Proteomic analysis of ovarian cancer cells reveals dynamic processes of protein secretion and shedding of extra-cellular domains. PLoS ONE (2008) 3(6): e2425

Faça, V.M. et al. Mouse to human search for plasma proteome changes associated with pancreatic tumor development. PLoS Medicine (2008) 5(6): e123

Rikova, K. et al. Global survey of phosphotyrosine signaling identifies oncogenic kinases in lung cancer. Cell (2007) 131:1190-1203

Sheehan, K.M. et al. Signal pathway profiling of epithelial and stromal compartments of colonic carcinoma reveals epithelial-mesenchymal transition. Oncogene (2008) 27: 323-331